EXISTE UM DEUS CRIADOR QUE NOS AMA E QUER RELACIONAR-SE PESSOALMENTE CONNOSCO!


É BOM ESPERAR E CONFIAR NO SENHOR! 

Pus a minha confiança no Senhor
E Ele dignou-se ouvir o meu clamor;
Tirou-me de um poço fatal, um charco de lama;
Pôs os meus pés sobre uma rocha
E deu firmeza aos meus passos.
O Senhor pôs na minha boca um cântico novo,
Um hino de louvor ao nosso Deus.
Muitos, ao ver isto, sentir-se-ão comovidos
E porão a sua confiança no Senhor.
Tu fizeste tanto por nós, Senhor, meu Deus;
Não há ninguém igual a Ti!
Tu fizeste para nós muitos planos maravilhosos;
Nunca conseguiria anunciá-los todos ou proclamá-los,
Porque são incontáveis.
Senhor, não me negues a Tua ternura;
Que me protejam sempre o Teu amor e lealdade!
Encham-se de alegria os que Te procuram
E os que desejam a Tua salvação digam constantemente:
O Senhor é grande!                (Salmo 40:1-4,6,12,17)


UM DIA JESUS ACHOU-ME


Jesus um dia achou-me
Mui longe do me lar,
Perdido já no mundo,
Sem mais poder voltar.
Nos braços Seus tomou-me,
Por Seu amor salvou-me,
E com dulçor levou-me
De volta para o lar.

CORO:
A presença de Jesus
Dá-me paz, prazer e luz.
Cada dia cresce, mais se enriquece
Esta vida com Jesus.

Andamos pelos montes
Pra minha fé provar.
Tão densas são as trevas!
Não posso caminhar!
Não há nenhum perigo
Pois Cristo está comigo,
E este grande Amigo
Conduz-me para o lar.

Passamos pelos vales,
Quão bom é relembrar!
Despertam as saudades
Do meu paterno lar.
Oh, quão maravilhoso
Sentir tão alto gozo:
O Amigo tão precioso
Levar-me vai ao lar.            

   - Lelia Naylor Morris – (1862-1929)

DEUS AINDA PERMANECE MESMO QUANDO TUDO O MAIS PARECE FALHAR



CONFIANÇA EM DEUS

O Senhor é a minha luz e salvação,
De quem poderei ter medo?
O Senhor defende a minha vida.
Quem me poderá assustar?
Quando os malfeitores me sobrevêm
Para me destruir,
Meus opressores e inimigos,
Eles é que tropeçam e caem.
Ainda que um exército me cerque,
Não terei medo nenhum;
Mesmo que se declare guerra contra mim,
Manter-me-ei confiante!
Uma só coisa pedi ao Senhor,
Uma coisa que eu desejo:
Viver na Casa do Senhor toda a minha vida,
Para sentir a amizade do Senhor
E acordar todas as manhãs no Seu Templo.
Quando chegarem os dias maus, Ele me abrigará;
Ele manter-me-á em segurança no Se Santuário;
Pôr-me-á a salvo sobre uma rocha.
Ainda que o meu pai e a minha mãe me abandonem,
O Senhor tomará conta de mim.
Eu creio firmemente
Que verei a bondade do Senhor na terra dos viventes. 
Confia no Senhor!
Sê forte e corajoso. Confia no Senhor! (Salmo 27:1-5,10,13,14).

clique para ouvir o seguinte hino de encorajamento cristão


MEU DIVINO PROTECTOR

Meu divino Protector, quero em Ti me refugiar,   
Pois as ondas de terror ameaçam-me tragar!
Quase estou a perecer! Dá-me a Tua protecção!
Pois guardado em Teu poder, não receio o furacão!

És amparo, meu Jesus! Sem alento venho a Ti.
Não me deixes sem a luz que ilumina a senda aqui.
Eu confio em Teu amor e na Tua compaixão;
És meu forte defensor; que me ampare Tua mão.

Graça imensa em Ti se achou, para tudo perdoar;
Sangue Teu se derramou, nele quero-me lavar.
Fonte és de todo bem; dá-me sempre de beber!
Confortar minh'alma vem; quero em Teu amor viver.

    - Charles Wesley (1707 -1788)
    - Simeon Butler Marsh (1789-1875)


O NOSSO SOCORRO ESTÁ NO SENHOR!



DEUS ESTÁ DO NOSSO LADO!

Se o Senhor não estivesse do nosso lado
- que o diga Israel -,
Se o Senhor não estivesse do nosso lado,
Quando os nossos inimigos nos atacaram,
Ele tinham-nos tragado vivos,
Na sua fúria contra nós;
As águas ter-nos-iam então submergido
E teriam passado por cima de nós!
As águas turbulentas ter-nos-iam sufocado!

Bendito seja o Senhor,
Que não deixou que caíssemos
Como presa nas mãos dos inimigos.
Como um pássaro, escapámos da armadilha do caçador;
Rompeu-se o laço e nós escapámos.
O nosso auxílio vem do Senhor,
Que fez o céu e a terra.                       (Salmo 124)

CONTA AS MUITAS BÊNÇÃOS!  

Se da vida as vagas procelosas são,
Se, com desalento, julgas tudo vão,
Conta as muitas bênçãos, dize-as duma vez,
E verás, surpreso, quanto Deus já fez!

Coro:
Conta as bênçãos! dize quantas são,
Recebidas da divina mão!
Vem dizê-las, todas duma vez,
E verás, surpreso, quanto Deus já fez!

Tens acaso mágoas? Triste é teu lidar?
É a cruz pesada, que tens de levar?
Conta as muitas bênçãos, não duvidarás,
E em canto alegre os dias passarás.

Quando vires outros com seu ouro e bens,
Lembra que tesouros prometidos tens!
Nunca os bens da terra poderão comprar
A mansão celeste que vais habitar.

Seja o conflito fraco ou forte aqui,
Não te desanimes: Deus será por ti,
Seu divino auxílio, minorando o mal,
Te dará consolo, e galardão final.

    - letra: Johnson Oatman Jr., 1879
    - música: Edwin Otheloi Excell, 1897

clique AQUI para ouvir (e talvez cantar!) este hino cristão.

SOSSEGAI, SIM, SOSSEGAI!



Toda a Natureza Lhe Obedece

Ora, aconteceu certo dia que [Jesus] entrou num Barco com
Seus discípulos, e disse-lhes: passemos para
A outra margem do lago. E partiram.

Enquanto navegavam, Ele adormeceu;
E desceu uma tempestade de vento sobre o lago; e o
Barco se enchia de água, de sorte que perigavam.
Chegando-se a Ele o despertaram dizendo:

Mestre, Mestre, estamos perecendo!

E Ele, levantando-se, repreendeu o vento e a fúria
Da água; e cessaram, e fez-se bonança.

Então lhes perguntou: onde está a vossa fé?
Eles, atemorizados, admiraram-se,
Dizendo uns aos outros:

Quem, pois, é este, que até aos ventos e à água
Manda, e lhe obedecem?     (Lucas 8:22-25)

clique AQUI para ouvir e apreciar o seguinte hino cristão:


SOSSEGAI !

Ó Mestre! O mar se revolta,
As ondas nos dão pavor;
O céu se reveste de trevas,
Não temos um Salvador!
Não se te dá que morramos?
Podes assim dormir,
Se a cada momento nos vemos,
Sim, prestes a submergir?

Coro:
As ondas atendem ao meu mandar:
Sossegai!
Seja o encapelado mar,
A ira dos homens, o génio do mal,
Tais águas não podem a nau tragar,
Que leva o Senhor, Rei do Céu e mar,
Pois todos ouvem o meu mandar:
Sossegai! Sossegai!
Convosco estou para vos salvar;
Sim, sossegai!

Mestre, na minha tristeza
Estou quase a sucumbir;
A dor que perturba minha alma,
Oh! Peço-te, vem banir!
De ondas do mal que me encobrem,
Quem me fará sair?
Pereço, sem ti, oh! Meu Mestre!
Vem logo, vem me acudir!

Mestre, chegou a bonança,
Em paz eis o céu e o mar!
O meu coração goza calma
Que não poderá findar.
Fica comigo, oh! Meu Mestre,
Dono da Terra e Céu,
E assim chegarei bem seguro
Ao porto, destino meu.

   - Letra: Mary Ann Baker, 1874
   - Música: Horatio Richmond Palmer, 1874

REGOZIJAI-VOS SEMPRE NO SENHOR!


O povo de Deus deve sentir-se encorajado e não desanimado, mesmo quando atravessamos a nuvem mais escura ou o deserto mais ardente. Afinal, vivemos sempre com a garantia das bênçãos de Deus sobre nós. O apóstolo Paulo exorta-nos: regozijai-vos sempre no Senhor; outra vez digo: regozijai-vos!

O espírito de vitória deve caracterizar-nos tanto quanto caracterizava os primeiros cristãos, desafiados a enfrentar as maiores contrariedades por amor a Jesus. A alegria do Senhor era a força deles e é a nossa força. Mesmo quando a peste se propaga nas trevas ou a mortandade assola ao meio dia.


Se houver nuvens escuras pairando sobre nós, devemos saber brilhar como luzes fortes, quando ameaçadoramente a inquietação, a incerteza, o descontentamento, a ansiedade… parecem querer subjugar-nos. Afinal, o poder de Deus não tem limites e o Altíssimo nunca está triste, cansado ou desanimado! Deus pode e quer ajudar.

O nosso Criador tem sobre Si, continuamente, o peso de manutenção e orientação de toda a raça humana. E não só! Mas, diante Dele ninguém está esquecido, nem mesmo as aves do céu, os lírios do campo ou, até, os cabelos das nossas cabeças. O Eterno nunca Se cansa ou dorme. Ele tem a responsabilidade soberana pelo curso da História. Está atento e faz funcionar as leis admiráveis que regem todo o universo. Inclusive as que determinam os batimentos dos nossos corações...

Neste momento, aqui onde estou é noite escura, mas… dentro de algumas horas eu sei que o sol vai voltar a nascer! É preciso saber esperar. CORAGEM!

Quando à noite estiveres sozinho,
No teu quarto sem teres ninguém,
Lembra-te que nos braços da noite,
Embalado um novo dia vem!
As aves de novo irão cantar,
E as crianças hás-de ver brincar,
Na montanha abrirá uma flor,
Porque há vida, há esperança, há amor!

Por que estás abatida, ó minha alma, e por que te perturbas dentro de mim? Espera em Deus, pois ainda o louvarei pela salvação que há na sua presença” (Salmo 42:5).

“A tristeza pode durar uma noite, mas a alegria vem pela manhã” (Salmo 30:5).




NÃO ANDEIS ANSIOSOS POR COISA ALGUMA


Nosso Pai Celestial nunca deixou cair ninguém de Seu colo. E também não vai deixar-te cair, se aceitares e acolheres o convite do Seu aconchego. Fica tranquilo. Ele ama-te e os Seus braços robustos convidam-te amorosamente estendidos, de mãos abertas na tua direcção. Podes confiar!

Por onde quer que andemos, Deus pode e quer ajudar-nos. Entrega-te confiadamente ao Seu cuidado. Crê em Suas promessas, porque se creres verás a Sua glória! Sim, confirma-o: é possível viver o dia de hoje, esta hora que passa… sem estar ansioso por coisa alguma! Deus vela por ti... e cuidará de ti. Isso basta. Se confiares Nele e aceitares o Seu incondicional amor revelado em Jesus!

Leitura Bíblica:
Eis o que diz o Senhor Deus:
"Eu próprio irei em busca das minhas ovelhas
E hei-de encontrá-las.
Como o pastor vigia o seu rebanho,
Quando estiver no meio das ovelhas 
Que andavam tresmalhadas,
Para as tirar de todos os sítios 

Em que se desgarraram,
Num dia de nevoeiro e de trevas.
Eu apascentarei as minhas ovelhas.
Eu as levarei a repousar, diz o Senhor.
Hei-de procurar a que anda tresmalhada.
Tratarei a que estiver ferida,
Darei vigor à que andar enfraquecida
E velarei pela forte e vigorosa.
Hei-de apascentá-las com justiça.”
 (Ezequiel 34:11-12,15-16)



DEUS SOFRE CONNOSCO E POR NÓS NA PESSOA DE CRISTO


Jesus não nos dá uma resposta cabal ao “porquê” do sofrimento humano. Limita-se a sofrer connosco. A voluntariedade de Deus, ao humanizar-se e vir ao mundo para sofrer e morrer por nós e como nós, é uma forte evidência de que o Altíssimo deve ter razões importantes para permitir a existência do sofrimento e do mal neste mundo. Jesus oferece-nos uma cruz, antes de nos dar uma prometida coroa. Para os crentes Nele, o melhor é sempre o que está para vir!

Dado que Deus nos amou quando éramos ainda pecadores (cf. Rom. 5:8), provando o Seu próprio amor por nós pelo facto de ter Cristo morrido em nosso lugar na cruz para expiação dos nossos pecados, Ele não pode ser acusado de falta de amor ou de indiferença em relação à nossa condição humana de dor e sofrimento. Deus leva as nossas lágrimas e dores muito a sério! Tão a sério que chega a envolver-se pessoalmente na nossa condição!

Deus nunca ri quando um homem chora. Ele é compassivo. Misericordioso. Na cruz, o nosso Criador mostra o Seu amor por nós sofrendo em nosso lugar, na Pessoa bendita de Jesus Cristo, Seu filho unigénito muito amado! Conheceis a graça de nosso Senhor Jesus Cristo – diz-nos o apóstolo Paulo – que, sendo rico, por amor de vós se fez pobre, para que pela sua pobreza fôsseis enriquecidos!” (cf. 2 Coríntios 8:9). Cristo abandonou voluntariamente o seu lugar na glória, junto ao Pai, para encarnar e morrer da forma mais ignóbil: numa cruz. Tudo por amor de nós!   

Jesus é verdadeiramente o Emanuel, que quer dizer ‘Deus connosco’! E aos que O abraçam como Salvador dá Ele o poder de serem feitos ‘filhos de Deus’, aos que crêem no Seu nome. Ou seja: tornam-se herdeiros de Deus pois, se com Cristo sofremos também com Ele seremos glorificados (cf. Romanos 8:17). Vede, pois, que imenso amor nos tem concedido o Pai, a ponto de sermos tratados como filhos de Deus! E, em realidade, sabemos que somos filhos e filhas de Deus! HOJE, e não somente um dia, no porvir! (cf.1 João 3:1,2).

Aquele que nem mesmo a seu próprio Filho poupou, antes O entregou por todos nós, como não nos dará também com Ele todas as coisas? Quem intentará acusação contra os escolhidos de Deus? É Deus quem os justifica; quem os condenará? Cristo Jesus é quem morreu, ou antes quem ressurgiu dentre os mortos, o qual está à direita de Deus, e também intercede por nós; quem nos separará do amor de Cristo? (cf. Romanos 8:32-34).

Porque eu estou certo de que, - volta a dizer-nos o apóstolo Paulo - nem a morte, nem a vida, nem anjos, nem principados, nem coisas presentes, nem futuras, nem potestades, nem a altura, nem a profundidade, nem qualquer outra criatura nos poderá separar do amor de Deus, que está em Cristo Jesus nosso Senhor! (cf. Romanos 8:38,39). Deus ama-nos, de facto, e prova o Seu amor sofrendo connosco e por nós. O sofrimento e morte de Cristo em nosso lugar acabou com todas as dúvidas. O grande drama, agora, já não é a falta de amor, mas a nossa incapacidade humana de nos deixarmos amar por Aquele que deu a Sua vida por nós. 

clique AQUI para ouvir o seguinte hino cristão:

PRECIOSO É JESUS PARA MIM

Precioso é Jesus, o meu Rei, Salvador;
A Ele somente darei meu louvor.
É fonte divina de força e vigor;
Precioso é Jesus para mim.

CORO:
Precioso é Jesus para mim,
Precioso é Jesus para mim.
É meu Redentor meu fiel Protector;
Precioso é Jesus para mim.

Jesus bate à porta do meu coração,
E espera paciente, quer dar-me o perdão.
Que Seu sacrifício não seja em vão;
Precioso é Jesus para mim.

Preciosas promessas eu tenho do Rei;
Com Ele num lar perenal morarei;
Num reino de luz Sua face verei;
Precioso é Jesus para mim.

    - Charles Hutchinson Gabriel (1856-1932)
    - Cantor Cristão: Hino 487 - Precioso é Jesus para mim


“Na verdade, tenho também como perda todas as coisas pela excelência do conhecimento de Cristo Jesus, meu Senhor; pelo qual sofri a perda de todas estas coisas, e as considero como refugo, para que possa ganhar a Cristo” – apóstolo Paulo" (Filipenses 3:8).


ALELUIA! JESUS VIVE E ELE VAI VOLTAR!


Pelo facto de Jesus Cristo ter ressuscitado, todos os crentes em Jesus hão-de ressuscitar. Inclusive aqueles que estiverem vivos quando Jesus voltar também viverão com Ele para sempre. Portanto, não devemos ‘desesperar’ quando as pessoas crentes morrem. Jesus disse: “Não vos deixarei órfãos; voltarei para vós. Ainda um pouco, e o mundo não me verá mais; mas vós me vereis, porque eu vivo, e vós vivereis” (João 14:18,19). 

Deus tem poder para transformar as nossas tragédias em triunfos, a nossa pobreza em riqueza, a nossa dor e tristeza em alegria e a ‘aparente’ derrota perante a morte em esplendorosa vitória. “A tristeza pode durar uma noite, mas a alegria vem pela manhã!” (Salmo 30:5). Um dia, os crentes de todas as épocas estarão reunidos, sãos e salvos, para sempre, na morada de Deus: o Céu. Glória!

Lá, no Céu, havemos de usufruir a intensa alegria da presença uns aos outros e certamente reconheceremos nosso Senhor Jesus Cristo. Servindo ao Senhor, alegrar-nos-emos de forma indizível, motivados sobretudo pela presença de Jesus que, em Sua maravilhosa graça, nos permitiu chegar a esse lugar admirável, preparado para ser morada eterna dos santos em Cristo. Consolemo-nos, pois, uns aos outros com estas palavras! (1 Tessalonicenses 4:18). 

clique AQUI para ouvir o seguinte hino cristão:


PORQUE ELE VIVE
 
Deus enviou Seu Filho amado
Para sofrer em meu lugar;
Na cruz morreu mas vivo a gora está,
Pois ressurgiu e para sempre viverá.

Coro:
Porque Ele vive, posso crer no amanhã,
Porque Ele vive, temor não há
Eu sei que minha vida não se rá mais vã,
Pois meu futuro em Suas mãos agora está.

Quão grato é viver com Cristo,
E desfrutar Seu doce amor,
E certo e star de Sua protecção,
Nos dias calmos ou nas horas de aflição.

E quando, enfim, chegar a hora
De aqui cessar o meu viver,
Não temerei, pois Cristo vivo está,
E eu viverei, pois, vida nova me dará.

William J. Gaither, 1971


O INDISPENSÁVEL CONSOLO QUE VEM DE DEUS

“E o próprio Senhor nosso, Jesus Cristo, e Deus nosso Pai que nos amou e pela graça nos deu uma eterna consolação e boa esperança, console os vossos corações e os confirme em toda boa obra e palavra” (2 Tes. 2:16,17). 

Uma das pérolas mais inestimáveis do Evangelho encontra-se em Efésios 1:5, onde nos é dito que, em amor, Deus nos predestinou para Ele, para a adopção de filhos, por meio de Jesus Cristo, segundo o beneplácito da Sua vontade. Ou seja, num plano de amor, Deus determinou que fôssemos Seus filhos e filhas adoptivos por Jesus Cristo.

Essa ‘posição’ dos crentes em Cristo implica, necessariamente, um relacionamento com Ele através do qual o poder de Deus, fundamentado no Seu amor e graça, se torna a verdadeira ‘fonte’ do nosso encorajamento e vigor espiritual. Notemos algumas características referidas pelo apóstolo Paulo aos Tessalonicenses: 

Trata-se de um relacionamento pessoal. Cristo é "o próprio Senhor nosso” (v. 16). Notemos a utilização do pronome “nosso”. Jesus não é simplesmente Senhor, mas é Senhor “nosso”, o que implica um relacionamento pessoal, com partilha mútua. Na qualidade de Senhor “nosso”, Cristo é “meu” Senhor e “teu” Senhor! Partilhamos a Sua Pessoa bendita, como numa família os filhos partilham a relação com o mesmo pai! 

Um relacionamento amoroso. Ele “nos amou" (v. 16). De facto, Deus amou-nos com um amor eterno. “De longe o Senhor me apareceu, dizendo: pois que com amor eterno te amei, também com benignidade te atraí” (Jer. 31:3). Trata-se de um amor mútuo, pois “nós O amamos, porque Ele nos amou primeiro” (1 João 4:19). E “o amor de Deus está derramado em nossos corações pelo Espírito Santo que nos foi dado” (Rom.5:5).

Um relacionamento duradouro. Pela Sua graça, Ele nos tem dado uma “eterna” consolação e esperança (v. 16). Uma relação com Deus nunca é coisa transitória, incerta ou passageira! É tão permanente quanto o Filho de Deus. É tão segura quanto os planos de Deus são seguros. ELE é imutável. Deus é sempre actual. Não envelhece. Nem passa de moda!... “Eu, o Senhor, não mudo” (Malaquias 3:6).    

Um relacionamento que nos encoraja! Sabemos que, pela Sua graça Ele nos deu uma “consolação e boa esperança” (v. 16). Nele nos sentimos seguros. Temos uma esperança bem fundada, que não pode falhar. Sentimo-nos frequentemente revitalizados em espírito, graças à Sua garantia de aceitação em Jesus Cristo.  

Um relacionamento com base na Sua graça. "Pela graça" Ele nos deu uma eterna consolação (v. 16). “Graça” é palavra-chave para a nossa fé. Em nenhum lugar Deus lida connosco tendo como base os nossos méritos. As nossas boas obras não entram na oferta bondosa que Ele nos faz através de Jesus. É graça em primeiro lugar e graça em último lugar. Graça sempre! Graça até ao fim! “Sola Gratia”!

Um relacionamento estabilizador! Ele confirmará os nossos corações “em toda a boa obra e palavra” (v. 17), de sorte que sejam irrepreensíveis em santidade diante de nosso Deus e Pai, na vinda de nosso Senhor Jesus Cristo, com todos os  Seus santos (1 Tessalonicenses 3:13). Ámen! 

clique AQUI para ouvir o seguinte hino cristão:


ACHEI UM GRANDE AMIGO

Achei um grande Amigo, Jesus, o Salvador;
Contarei quão grandes coisas fez por mim.
Estando eu perdido, indigno pecador,
Resgatou-me e agora eu sirvo a Ele enfim.
E em Seu amor imenso, por mim morreu na cruz,
E o perdão dos meus pecados outorgou.
Assim me regozijo, vivendo em Sua luz;
Aleluia! Jesus Cristo me salvou!

Por este grande Amigo, desejo aqui viver,
E com Ele sempre estar em comunhão;
Servi-Lo fielmente, seguindo Seu querer;
Vou a Cristo consagrar meu coração.
Se o mundo me persegue, se tenho tentação,
Com Jesus em minha vida, vencerei;
E a cada dia Cristo conduz-me pela mão,
E na Sua graça sempre confiarei. 

Já vem chegando o dia, a Bíblia assim o diz,
Em que Cristo a este mundo voltará;
Momento mui alegre! Que dia tão feliz!
Sim, que dia esplendoroso então será!
E assim com Ele sempre no Céu habitarei,
Já liberto do pecado e da dor;
E lá, constantemente, Seu rosto então verei,
E estarei p'ra sempre junto ao Salvador.


Charles William Fry (1837-1882)
Arr. Ira David Sankey (1840-1908)




A NOSSA HISTÓRIA COMUM


No início, o Homem, rejeitando a proposta do seu Criador, escolheu buscar a sua própria glória, ferindo assim a directiva de Deus expressa no 1º Mandamento para todos os homens: ‘não terás outros deuses diante de mim’.

A busca prioritária da glória humana, expressa de forma desnorteada pelo  desejo humano de Posição de superioridade… Poder…e Posse…logo levou o Homem à quebra dos restantes mandamentos de Deus.

E… mesmo assim o Homem não encontrou a glória nem a satisfação que ansiosamente procurava, acabando por ficar para sempre destituído da glória de Deus e com um lugar vazio no coração que faz dele um insatisfeito.

Tal realidade significa que o Homem ficou impossibilitado de reflectir a glória de Deus ou chegar à Sua presença, porque todo o pecado, por menor que possa parecer aos nossos olhos, nos desqualifica para ter comunhão com Deus.

Jesus Cristo, sendo o Filho de Deus, nasceu entre nós e obedeceu a todos os mandamentos do Pai, vivendo sempre para Sua glória. Além do mais, Cristo foi um Modelo de vida humana vivida para glória do Pai Deus.

Cristo tomou sobre Si a culpa de toda a Humanidade perante Deus, justificando-nos ao ser crucificado em nosso lugar. Pela graça de Deus, a morte de Cristo é substitutiva para quem pela fé O aceita como Salvador.

Três dias após morrer na cruz, o Senhor Jesus Cristo ressuscitou com um corpo glorioso, eterno, sem culpa nem condenação. Assim aconteceu porque Ele é Deus e a morte não podia retê-Lo. A vida de Cristo é superior ao poder da morte.

Desse modo, Jesus, por amor de nós, alcançou o perdão total e definitivo para todos os nossos pecados, e pode agora apagar a insatisfação e vanglória humanas, oferecendo-nos acesso à comunhão com a glória eterna de Deus.

Um dia, Jesus vai voltar e todos os que O aceitam como seu substituto na cruz, pagando o preço total por seus pecados, terão um corpo glorioso, semelhante ao de Jesus, que lhes permitirá acesso directo à eterna presença de Deus.

Por que não experimentar?
Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigénito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna” (João 3:16).

clique AQUI para ouvir o seguinte hino cristão


AO VER A CRUZ

Ao ver a cruz, meu rude coração
Fica em silêncio ante tanto horror!
Penso nos pregos sobre Suas mãos,
E como a sós morreu por ter-me amor!

CORO:
Vejo o Calvário, o monte tão cruel!
Ali, Jesus, pregado foi na cruz.
Vejo o Calvário, o monte do amor!
A minha culpa ali Jesus pagou.

Aos olhos vêm as cenas tão cruéis,
E humildemente eu penso em Seu amor.
Então minh'alma em muda contrição,
Eterna graça rende ao Salvador.

Ao meditar nas dores que sofreu,
Eu sinto mais amor por meu Jesus.
Se foi ali que Seu perdão me deu,
Feliz eu sou, e grato ao ver a cruz.